Roberto “Bitito” Mieres (Biografia)

Roberto Casimiro Mieres (Mar del Plata, Argentina, 3 de dezembro de 1924 – Uruguai, 27 de janeiro de 2012) era um piloto e velejador argentino. Ele competiu 17 Grand Prix na Fórmula 1 de 1953 a 1955, obtendo três quartos lugares e dois quintos que lhe deram 13 pontos no campeonato.

Longe da Zona Norte de Buenos Aires, a história o destaca como o inspirador do nome “La Biela” de nossa confeitaria tradicional e bem conhecida em Recoleta, por ter fundido uma biela em um carro no canto em que estamos, Quintana e Junín, onde os jovens “tuercas” se conheceram na época.

O motor do carro rugiu feio quando chegou ao final da Avenida Quintana: abriu o capô, entrou na confeitaria e com o ferro na mão gritou: “Você viu galegos, esta é uma biela?” Sem perceber: “O Marquês ele havia renomeado La Veredita, aquele canto emblemático que se chama La Biela há quase 70 anos.

O Marplatense, que morreu aos 87 anos, sabia correr na categoria principal do automobilismo mundial e também era olímpico no iatismo. Ele foi um dos pilotos nacionais mais destacados que foram observados em diferentes categorias. Ele mal correu cinco anos e competiu na antiga Mecânica Nacional Argentina e chegou a intervir em 17 competições internacionais de Fórmula 1 por várias temporadas. Além disso, ele era um digno representante argentino na Europa, compartilhando dias inesquecíveis com seus compatriotas Juan Manuel Fangio e José Froilán González.

Entre tantos esforços para ser quem somos hoje, ele pode ter sido um daqueles que deram um chute inicial. Obrigado Bitito!

Deixe um comentário

Sobre nosotros

Disfruta de uno de los café notables más prestigiosos en el corazón de Recoleta.

Categorias
RRSS
Post populares